Em busca do fleamarket perfeito: Greenflea

Área externa do Greenflea

Turista garimpeiro de moda que se preze, sempre vasculha os guias de viagem para saber se a cidade que está visitando tem alguma feirinha ou mercado de pulgas digno de gastar algumas horas do domingo. É assim em Belo Horizonte com a feira da avenida Afonso Pena; em Curitiba, com a feira do Largo da Ordem; e em SP com a do shopping Center 3, na Paulista. Nova York, por sua vez, não tem apenas um, mas sete mercados de pulgas que valem a visita. Por isso, o FashioNYC vai, ao poucos, detalhar o que tem em cada deles no projeto “Em busca do fleamarket perfeito”.

O primeiro a ser visitado foi o Greenflea, que fica na avenida Columbus, na área comum de uma escola localizada entre as ruas 76 e 77, no Upper West Side. De forma geral, a feira é uma delícia, não fica insuportavelmente lotada e tem gente vendendo de tudo, seja novo ou usado. Algo típico em um mercado de pulgas, né? A variedade é ótima graças à grande quantidade de expositores: mais de 100. Lá, dá para encontrar móveis, roupas de todo tipo, joias de verdade e bijuterias, artigos de cozinha, porcelana, candelabros, vasos, calçados e bolsas. Enfim, uma variedade imensa pra deixar qualquer um zarolho.

O Greenflea é dividido em dois ambientes: indoor e outdoor, este último onde ficam a maioria dos vendedores, a cafeteria e até provador. Segundo o site oficial, há vendedores que aceitam cartão de crédito e outros que só lidam com dinheiro.

Seja com muito ou pouco dólar pra gastar, dificilmente alguém sairá de lá com mãos abanando se a intenção é comprar algo para se aquecer no inverno ou um presentinho de viagem. Em um dos brechós, por exemplo, uma peça de roupa saía por US$ 6, e duas saíam por US$ 10. Ok, é roupa usada, mas tem muita coisa exclusiva e de boa qualidade. Maaaaas, como toda feira, é preciso garimpar, olhar com cuidado para ver seo produto não está danificado e, quem sabe, gastar o inglês barganhando. Vai do espírito comprador de cada um.

De tudo o que vi por  lá, vale destacar as joias com jeitão vintage da designer Leah Rayblatt (na foto acima) e os vestidos delicados e bem femininos da marca Nannako (os da feira são mais bonitos que os do site, pode confiar). Os móveis são uma perdição, mas esses são meio que impossíveis de levar para o Brasil…

Mapinha da área interna

Mapinha da área externa

Quer saber mais? O site do Greenflea é bem simpático, tem fotos de produtos e até FAQ. Foi de lá que tirei o mapinha dos expositores.

Serviço:
GreenFlea. Domingos, geralmente das 10h às 17h30, na Columbus Ave, entre a 76th e a 77th. De tempos em tempos, a feira abre aos sábados, mas é preciso telefonar para se informar sobre datas. Tel: (212) 239-3027 e e-mail: GreenFlea@aol.com

Uma resposta para “Em busca do fleamarket perfeito: Greenflea

  1. Nao acredito que eu acbei de voltar e nao conheci essa feira da columbus, e ainda fiquei hospedada ai do lado… Ai que odioooo!!!