Fashion Institute of Technology: a matrícula

O FashioNYC está muito chique e agora tem domínio próprio: www.fashionyc.com. Clica aqui que, desde o dia 26 de abril, os novos posts só entram lá!

Se você está planejando passar uma temporada em Nova York para estudar moda com quem é top no segmento, concentre suas energias em duas instituições: a Parsons New School for Design e o Fashion Institute of Technology (FIT), ambas em Manhattan. As duas são referência em escola de moda dos EUA pela infra-estrutura, corpo docente e formação de novos designers.

Da Parsons, eu já falei aqui e aqui. Agora é a vez de falar um pouco sobre como funciona o processo de matrícula no FIT (lê-se: efe-ai-ti).  O nome é uma referência ao Massachusetts Institute of Technology, ou MIT, o maior centro de estudo de tecnologia do mundo e que fica na “grande” Boston.

Primeiro, você precisa saber que o FIT é uma universidade especializada em design, moda, arte, comunicação e business. Mas dá pra estudar nela sem passar pelo complicado processo de seleção ou “vestibular” dos EUA. É aí que entra o Continuing and Professional Studies, o “setor” do FIT que oferece cursos com direito a “credit certificates”, “non-credit certificates” ou apenas non-credit courses (algo como uma disciplina ou cadeira de faculdade). O que muita gente faz é se matricular em cursos non-credit sem necessariamente estar em busca de um certificado, e esse era o meu caso. O processo de matrícula é menos burocrático, não é preciso ter vínculo com a universidade, eles não pedem qualquer documento e nem perguntam se você é fluente em inglês ou não. Também não precisa se preocupar com o tipo de visto, pois eles só pedem o número do cartão de crédito.

Se o seu objetivo é ter o certificado e se profissionalizar em alguma das áreas oferecidas, é preciso completar – em até dois anos – a lista de todos os cursos exigidos. Cada área tem a sua lista, seja Color Specialist, Image Consulting ou Fashion Styling.

Período de matrículas

O FIT acabou de abrir o período de matrículas para a temporada Summer 2010 e marcou para 10 de maio o início das matrículas da temporada Fall 2010. Matrículas abertas significam que a lista de cursos oferecidos já está consolidada, inclusive com datas de início e de término.

Se você planeja vir para Nova York daqui a um ano, por exemplo, já vale ir dando uma olhada na lista de cursos oferecidos porque ela praticamente não muda. Há opções nas diversas áresa de moda, seja criação, produção e até administração.

Mas se esse é o período em que você pretende se matricular, seja ágil. As turmas de non-credit courses do FIT geralmente têm 16 vagas e lotam rapidinho. Quanto mais famosinho – e competente – o professor, mais rápido a turma lota.

A matrícula

Eu já tinha comentado no post sobre a Parsons que eu não me conformava com o processo de matrícula do FIT: ou fax ou pessoalmente, o que complica tudo quando você está fora dos EUA e só pretende chegar às vésperas do início das aulas. Pra completar, eles adiantam que não avisam se sua matrícula foi efetivada.

O FIT diz que vai entrar em contato caso tenha alguma dúvida ou encontre algum problema na sua ficha de inscrição. Após a minha experiência, creio que eles só fazem isso com quem mora nos EUA. Explico: a minha ficha de inscrição na primeira tentativa de matrícula estava errada, e eles não ligaram nem mandaram e-mail avisando.

Como saber se está matriculado então? Se você fez tudo pessoalmente, a pessoa que te atendeu vai imprimir a sua grade de cursos. Se foi por fax, você vai ter que checar com o seu cartão de crédito para ver se o curso foi debitado. Isso pode levar de três a cinco dias, mais ou menos.

No meu caso, depois de ligar 15 dias seguidos para a operadora de cartão de crédito, resolvi ligar para o FIT. Só assim descobri que a minha matrícula não tinha sido feita porque fiz confusão ao tentar me matricular em curso que tem pré-requisito.

A lógica do pré-requisito é a mesma das universidades brasileiras, e alguns non-credit courses do FIT exigem que você tenha completado outros para cursá-los. Vou dar um exemplo: Introduction to Image Consulting tem “níveis” I, II e III. Por mais que você vá fazer os três, preencha apenas o I na ficha. Quando terminar de cursar o I, você procura o departamento de matrículas pra se registrar no II, e assim por diante.

Enfim, é preciso prestar atenção para não por o carro na frente dos bois. Cursos que têm pré-requisito não lotam tão rápido assim.

Duração e preço

A lista de opções de non-credit courses é imensa e o preço é diretamente proporcional à quantidade de horas/aula. Há cursos com duas, quatro ou seis aulas (uma por semana, geralmente). Por isso, é possível fazer um curso aleatório durante o seu mês de férias, e nem precisa se programar pra passar meses em Nova York.

O curso Introduction to Image Consulting, por exemplo, tem opção de 6 aulas (das 9h30 às 12h30) ou um imprensado de 3 aulas (das 9h30 às 16h30). Ou seja, dá pra fazer em três semanas!

Se o seu objetivo é conseguir o non-credit certificate, a história é outra porque são vááários cursos a cumprir. O período máximo é de dois anos, mas é possível completar em 9 meses, se você for bem objetivo e disciplinado.

Quanto aos preços, eles variam, mas dificilmente passam de US$ 350 por curso. Os de Introduction to Image Consulting, por exemplo, custam de US$ 290 a US$ 310. Mas há cursos bem mais baratos, como Finance for Fashionista, por US$ 140, por duas aulas de 3h.

Cursos on-line

Essa é uma boa notícia pra quem não pode passar meses em Nova York. Os cursos on-line são geralmente mais baratos que os cursos presenciais (que eles chamam de outline) e abrangem o mesmo conteúdo. Óbvio que não é a mesma coisa, principalmente nessa área de moda, onde há muita subjetividade, mas pelo que percebi, é feito no capricho e há grande preocupação da universidade com a qualidade.

Os cursos on-line seguem regras parecidas com a das aulas presenciais: eles têm hora marcada pra acontecer (todo mundo no computador ao mesmo tempo), há tarefas a cumprir na hora e outras para entregar depois.

Não são todos os cursos que têm versão online, mas o Summer 2010 tem mais opções que o Spring 2010. Pelo menos a matrícula pode ser feita online.

Dicas aleatórias

Você só pode se matricular em, no máximo, 5 non-credit courses de uma vez. A justificativa do FIT é que muita gente estava se matriculando em 3985784569567 cursos ao mesmo tempo, não dava conta da demanda e acabava abandonando na metade ou fazendo de qualquer jeito.

Diferentemente da Parsons, o FIT não manda nenhuma carteirinha ou documento de acesso ao prédio. No primeiro dia de qualquer aula, o professor vai entregar uma carteira provisória e dar as coordenadas para você adquirir a carteira oficial, com foto e tudo. Você só tem direito a essa ID se estiver matriculado em mais de 1 non-credit course.

Fique íntimo do site do FIT. Ele é complicado, os termos acadêmicos podem embaralhar as idéias, mas é só navegar bem muito por ele que você se acha.

Quer ler mais sobre estudar no FIT? Thereza Chammas, do Fashionismo, e Cami, do I am leaving today, já compartilharam a experiência delas nos respectivos blogs e ajudaram a tornar esse post possível.

4 Respostas para “Fashion Institute of Technology: a matrícula

  1. Adorei as dicas!!!! Quero ir logo para ai…
    Depois passa mais dicas quando começarem as aulas… Acabei de voltar de NY para fazer pesquisa e quero ir para ficar! Sucesso!!!
    Bjos

    • Oi, Candida!! NYC é viciante mesmo né? Eu não cheguei nem na metade do meu período aqui e já fico pensando na tristeza que vai ser voltar…..

      As minhas aulas, na verdade, estão quase acabando. Estou esperando completar os dois últimos cursos pra poder escrever sobre eles.

      beijos e obrigada pela visita.

  2. olá cláudia!

    estou indo para NY em junho/julho para o Summer Course e achar este espacinho aqui foi delicioso – você está de parabéns, tudo extremamente bem explicado e de enorme utilidade!

    realmente eu penei pelo site do FIT, mas já estou me familiarizando.

    me explica uma coisa: vamos supor que eu me queira fazer o curso de Image Consulting… ao realizar a matrícula via fax, eu apenas cito o nível I e apenas pago por ele, é isso? e como me certifico que, ao concluí-lo, haverão vagas para o nível II???

    ainda não fechei meus cursos, mas desta semana não passa!

    novamente, super parabéns pelo blog!
    aliás, te convido para conhecer o meu =]

    quem sabe não nos cruzamos por NY?

    obrigada, beijo grande,
    fabi

    • Oi, Fabi!!! Brigada pela visita e fico feliz que tenha gostado do blog.

      É exatamente isso na matrícula do FIT. Você preenche o nível I na ficha, e se matricula no nível II quando já estiver perto de terminar o I. É praticamente certo que o nível II terá a sua vaga, se você permanecer na mesma turma. Na hora de preencher a ficha pra mandar por fax, você teve de escolher uma turma (55A, 55C…..), certo? Se ela exisitir no nível seguinte (você consegue ver no site), a professora vai avisar quando os alunos podem ir na “secretaria” se matricular no nível seguinte. Se a sua turma não exisitr, aí você não terá vaga garantida em outra turma que não seja a sua, mas também não custa tentar……

      A professora vai avisar sobre a matrícula com antecedência exatamente pra você garantir a sua vaga. Caso tenha qualquer problema na matrícula do nível seguinte, converse diretamente com a professora e explique o seu problema, pois ela pode tentar te ajudar falando direto com o povo responsável pela matrícula.

      Enfim, não é nada garantido, mas é como se – por consideração – você tivesse a sua vaga garantida. E nem é todo mundo que faz o nível I que vai pro nível II, por isso, o II não é tããããããoo concorrido assim.

      Espero ter te ajudado. Qualquer outra dúvida, é só gritar. rsrsrsrsrs

      Ah! Entrei no seu blog e achei muito lindo! Fiquei com água na boca com o que consegui ver da loja (na home….).

      bjks